processo de produção

Fluxograma da Produção

Com todas as matérias primas devidamente recebidas e armazenadas, inicia-se o processamento de confecção de alimentos extrusados para cães, gatos ou peixes. O processo de produção destes produtos em sua essência é o mesmo, existindo porém detalhes peculiares a cada seguimento.

Os grãos ainda in natura devem sofrer uma primeira moagem, em moinhos adequados e peneiras de furos específicos para cada tipo de grão. Para referenciar a granulometria de alguns produtos a serem moídos, podemos tomar como exemplo o milho que sofre primeira moagem em peneiras de 2,5 mm, a qual dividirá o grão em pequenas partículas que facilitará a mistura, deixando-a mais uniforme e facilitando a segunda moagem.

Os grãos moídos são encaminhados através de rocas transportadoras e elevadores de correia para silos de armazenagem de produto moído. Em seguida são pesados automaticamente através de roscas dosadoras que saem de cada silo diretamente para balança de pesagem, o mesmo que ocorrem com os demais macro-ingredientes, como farinhas animais e farelos protéicos. Desta os mesmos são despejados no misturador, onde são acrescentados os micro-ingredientes, como conservantes, premix vitamínico mineral, entre outros.

Os produtos ficam no misturador por um período de 5 minutos sendo encaminhados novamente através de roscas transportadoras e elevadores para um silo de armazenagem acima do moinho que fará a segunda moagem. A segunda moagem é realizada em moinho com sistemas de exaustores que proporcionam boa ventilação auxiliando a moagem, uma vez que essa é realizada em peneiras de 0,8 mm, produzindo um produto final com granulometria fina e homogênea, uma característica essencial ao processo de extrusão.

Matriz Jaciara - MT: Rodovia BR 364, km 270, Caixa Postal 27, CEP 78820-000, Jaciara - MT